Série Warriors VIII: A Honra de Um Guerreiro

Quando cheguei neste livro da série de MM eu me perguntei: o que será preciso para que os tradutores entendam, de uma vez por todas, que GALESES falam GALÊS e não GAULÊS? SDS.
Além dessa escorregada típica, outra que eu acho pior ainda. A mocinha do livro, no original, chama-se Rhiannon DeLanyea (yes! é a filhota meio patty do invocadão de um olho só, barão Emryss DeLanyea!). Na tradução (ai!) a moça transmutou-se em Isadora. Lamentável, porque Rhiannon é um nome tradicional e mítico e, em galês, significa grande rainha.
Bem, mas vamos falar da história em si.
Tudo começa quando Bryce Frechette (irmão de Gabriella Frechete, aquela que fisgou o mal-humorado - mas gostoso - barão DeGuerre, lembram-se?) está participando de um torneio e é contratado pelo cavaleiro galês Cynvelin Hywell. Nessa época, Bryce - que brigou com a família e perdeu o título - é tão pobre que não tem dinheiro nem para comprar uma camisa.
Isadora o vê na festa, quando é cortejada por Cynvelin, e o confunde com um saxão. A antipatia inicial é mútua porém, mais para frente começa a virar atração.
A coisa esquenta quando Cynvelin manda Bryce raptar a moça para que ela se case com ele. Por trás do rapto, há toda uma trama de vingança que...bem, não vou contar, né?

O livro é melhor do que o anterior e, dessa vez, o mocinho é mais apetitoso do que o de "A Esposa-Mala do Guerreiro-Fresco".


RESUMO:

Clássicos Históricos 150
Autora: Margaret Moore
Título Original: “A Warrior’s Honor”
Publicação original: Harlequin, 1998
Publicação no Brasil: Nova Cultural, 1999

RAPTO ERA PRELÚDIO DE CASAMENTO.
Inglaterra, 1228.

Pelo menos, foi isso que Bryce foi levado a crer quando raptou lady Isadora para ser esposa de seu senhor. Entretanto, nunca vira uma noiva relutar tão intensamente. Como poderia ele, sendo um cavalheiro, permitir que uma mulheçlinda e de temperamento espirituoso se casasse com um homem que não queria?
Pela sua falta de decoro, Isadora DeLanyea tornou-se prisioneira da vingança de um homem, apesar de rezar pelo amor de outro. Será que poderia confiar em Bryce Frechette, cavaleiro normando que atirara seu coração num mar de desejo?

Comentários

kkkkkkkk

Miga, adorei a expressao "A Esposa-Mala do Guerreiro-Fresco"... perfeita!!!
eu leio! disse…
oi me xamu k-rol e moro em natal e gostaria de me corresponder com vc please !!
k-rol_doida@hotmail.com
karol.saints@gmail.com
desde ja te agradeço ta? please atenda 1 pedido de alguem q e maniaca por ronces e q naum tem ninguem pra falar sobre eles
bjos
Menina eu não sei se vc ainda mexe nesse blog , a tempo eu procuro alguém que ame romance como eu , lei desde os 9 anos de idade e ja estou com 32 amei seu blog parabens é lindo
luciana_rogeria@hotmail.com

Postagens mais visitadas deste blog

Séries: Tempos de Guerra

Mistério da Noite - Nora Roberts

Amor Proibido - Kat Martin