Prateleiras

domingo, 7 de março de 2010

Mais de Istambul

Achei este trecho de 'De Volta a Istambul" tão bonito, tão delicado, que não resiti a compartilhar com vocês:

"Petite-Ma nasceu em Tessalônica. Era ainda menina quando emigrou com a mãe viíva para Istambul em 1923. A época em que chegara à cidade era inconfundível, pois coincidira com a proclamação da república turca moderna.
- Você a república chegaram juntas a esta cidade. Eu estava esperando desesperadamente pelas duas - disse-lhe amorosamente seu marido Rıza Kazancı anos depois - Vocês acabaram com o velho regime para sempre, o do país e o da minha casa. Quando você chegou, minha vida ficou iluminada.
- Quando eu cheguei você era triste, mas forte. Eu lhe trouxe alegria, e você me deu força. - devolveu Petite-Ma."
Daí para frente, a autora conta a linda história de amor entre Petite-Ma e Rıza, um homem 33 anos mais velho do que ela. Não tem o tom dos romances mais açucarados, do estilo chick-lit. A doçura é mais insinuada, mais delicada, mas nem por isso menos profunda.

O livro tem me surpreendido a cada página. Eu não conhecia a autora, então, comecei a ler completamente no escuro. Recomendo totalmente, pois cada linha vale a pena.

BJS da Drica ;-)

Nenhum comentário: