Prateleiras

sábado, 10 de abril de 2010

Não é só de romance que vive o homem... mas de todo o gênero literário

Oi people!!!

Nas revistas Veja da semana passada e a desta, li duas críticas literárias que aguçaram meu interesse pelos livros comentados. Um deles chama-se A Longa Marcha dos Grilos Canibais – E outras crônicas sobre a vida no planeta Terra, de Fernando Reinach, pela Companhia das Letras.


Ok, o nome do livro é muiiito estranho, parece sem “eira nem beira”, mas quando comecei a analisar as informações sobre ele me deu uma ânsia por lê-lo. Sério! Meu instinto, faminto (já entrando no clima dos grilos canibais..rsss) por conhecimento, simplesmente foi ativado... rsssssss


Segundo as informações que li na revista e no site da editora, o livro trás um conjunto de crônicas curtas que aborda a ciência e as mais diversas evoluções envolvendo a vida, de uma forma bem humorada e numa linguagem que objetiva aproximar o público da ciência.



Sinopse publicada no site da editora Companhia das Letras :


Quando a fome e o medo põem em marcha os grilos Anabrus, esses insetos formam densas colunas de até dez quilômetros que avançam dois quilômetros por dia e são palco de cruéis cenas de canibalismo. Para não serem devorados, os grilos migratórios constantemente dão coices em quem vem atrás e avançam incansáveis. A crônica que dá nome ao livro de Fernando Reinach é uma entre dezenas de textos publicados originalmente no jornal O Estado de S. Paulo entre 2004 e 2009 numa coluna que a cada semana aproxima mais leitores dos temas científicos.



As crônicas bem-humoradas não deixam dúvida: ciência é para todos. Reinach conta descobertas e enigmas nas mais diversas áreas da ciência, como dilemas ambientais, a diversidade das florestas, os mistérios do sexo, a complexidade da mente, a pré-história da arte, os avanços tecnológicos que transformam o corpo humano e a política que envolve a pesquisa, entre outros temas. A longa marcha dos grilos canibais não traz respostas prontas.


Os textos curtos capturam o leitor, atiçam a curiosidade, divertem e intrigam. Refletem sobre o que é o ser humano, desde genes e células até próteses robóticas, desde a pré-história até um futuro próximo. Discutem também qual é o lugar e o papel desse ser humano que domesticou centenas de espécies de plantas e animais para uso próprio e causou danos profundos no planeta que habita - desmatamento, zonas mortas nos oceanos, mudanças drásticas no clima -, danos que agora tenta consertar de forma muitas vezes desastrada. E põem em dúvida certezas que hoje permeiam a sociedade, como a capacidade humana de agir por livre-arbítrio (será?) e a sustentabilidade dos alimentos orgânicos (que não são necessariamente mais saudáveis).



Longe de se limitar ao bicho humano, o livro passeia pelas mais diversas manifestações de vida e faz uma síntese bastante abrangente e esclarecedora da situação da pesquisa científica nos dias de hoje.


Para quem tiver interesse, há um trecho do book publicado na veja.com



O outro livro também está relacionado à ciência – mais especificamente a física dessa vez. Criação imperfeita, do físico e professor do Dartmouth College Marcelo Gleiser (pode também ser lembrado pelo quadro que teve na

revista eletrônica Fantástico, na Globo. Acredito que era poeira nas estrelas ou algo assim.) desmistifica, segundo as informações obtidas, alguns aspectos da ciência (erros e acertos) e trata ainda sobre a tentativa dos cientistas em explicar a razão de tudo.


Sinopse publicada no site da editora Record :


“(...) em prosa clara, decifra o significado de algumas das mais importantes consuistas da ciência e conduz o não iniciado pelos acertos e desacertos de dois milênios de tentativas de ‘desvendar a mente de Deus’ ”, Thereza Venturoli.


Gleiser, um dos grandes cientistas da atualidade, desmonta o maior mito da ciência e da filosofia ocidentais: o de que a Natureza é regida pela perfeição. O físico brasileiro radicado nos EUA também contesta o discurso dos ateístas radicais, como Richard Dawkins, mostrando que a ciência não prova a inexistência de Deus.



Conclusão, a lady aqui está ferradinha ao quadrado. Assim que sobrar uma grana (ou alguma alma boa me presentear...kkkkk) vou tê-los.....kkkkkkk, porque minha compulsiva obsessão por informações-livros já está mais do que acionada e os dois books estão na minha lista de desejos...hehehehe. Tá bom, tá bom, podem me chamar de nerd, eu não ligo! Mas é tãoooo bom ler, que me empolgo com tantas novidades nos gêneros literários...rssss. E quando esses caras, que possuem experiência e certo reconhecimento em pesquisa científica, publicam um livro que aproxima a ciência das pessoas, eu fico em êxtase!


E vocês? Conhecem algum livro ou textos de Fernando Reinach ou Marcelo Gleiser? Conte para nós o que achou!!


Abraços carinhosos

Lady Apfel

4 comentários:

Drica_BT disse...

Pow, Anne, sacanagem! Eu aqui tentando juntar dinheiro, e vc me faz um post desse, pra deixar qualquer um se coçando pra comprar mais DOIS LIVROS!!!!! Muy amiga...kkkkkkk

Anônimo disse...

É que eu gosto de compartilhar meu sofrimento com os outros...kakakakakaka

Bjusssssss

Anne Marie (LadyApfel) disse...

Aff, sorry, no post anterior não publicou meu nome....kkkkk

Bjus
Anne

Enderson disse...

Drica! Ótimas dicas de livros científicos. Folheei o do Gleiser, mas não me chamou a atenção. O dos Grilos parece bem legal! Investigarei. Caso não tenhas lido, "Bilhões e Bilhões" de Carl sagan, é simplesmente maravilhoso. Sério. Quero saber o que vc achou do "Todas", hein;-) Beijo!!!