Prateleiras

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Seriados baseados em Séries de Livros

Oi peolple!


Faz um tempinho que não posto, pois a correria não me permitia. Ainda bem que tinha este post meio engatilhado para publicar aqui no #Catalivros, apenas faltando alguns ajustes.


Então, vamos lá!


Outro dia fiz um levantamento “por alto” das séries que li/leio ou acompanhei/acompanho, e me dei conta que foram “algumas”....rs


Pesquisando no Google [Deus salve ele!], me deparei com várias opções de books. Dois deles descobri ao acaso, somente após conhecer o seriado de TV. Aí, buscando mais informações, cheguei aos livros. Ou seja, o caminho foi inverso, mas o importante é o resultado...rss


Os dois exemplos: Blood Books (Blood Ties) e Série Sookie Stackhouse (True Blood).


Pode conter spoillers!!



O primeiro, Blood Books de Tanya Huff (o seriado foi chamado de Blood Ties), tem um enredo muito bacana. A história é centrada em Vicki Nelson, uma detetive particular, que precisou abandonar a carreira de policial quando descobriu que possuía um problema degenerativo na visão - Retinitis Pigmentosa, conhecido popularmente como cegueira noturna.


Um dia, voltando tarde da noite para casa, ela topa com um crime e quem estava lá analisando a situação? Henry, vampiro, escritor de historias de romance, charmosão de 450 anos de idade e filho bastardo de Henrique VIII...coisa básica...rssss. A partir daí inicia a relação entre os dois, com Henry ajudando Vicki em suas investigações – que enveredam cada vez mais para o campo sobrenatural, com o objetivo de protegê-la. A história tem pique e a forma como Vicki e Henry investigam os crimes é muito interessante. Desconfio que a autora tivesse predileção por Sherlock Holmes, pela forma como conduziu o enredo em algumas das pesquisas que os personagens encabeçavam para desbaratar os mistérios. Fora que a relação entre Vicki e Henry é muito intrigante e sempre dá vontade de saber como ele vai se comportar no próximo encontro – charmoso galanteador ou bad boy.


Fiquei com pena quando o seriado não continuou depois da segunda temporada. Na minha opinião, os adaptadores/escritores dos episódios cometeram um erro Crasso. Ao contrário de True Blood que trabalha cada livro em uma temporada, os manés de Blood Ties estavam fazendo cada livro em um episódio... ou seja, tudo correndo e de repente, ploft... uma dó.


Ainda não parei para ler todos os livros, pois estou localizando-os antes, mas estão na fila de espera...kkkkkk


Blood Books da escritora Tanya Huff. (Blood Ties)

1. Blood Price (1991)

2. Blood Trail (1992)

3. Blood Lines (1992)

4. Blood Pact (1993)

5. Blood Debt (1997)

6. Blood Bank - a short story collection



O segundo, Série Sookie Stackhouse/Vampiro Sulista (True Blood foi o nome dado a série de TV) de Charlaine Harris. Na história, cientistas japoneses descobrem como fabricar sangue sintético, permitindo que os vampiros não se escondam mais e participem da comunidade como qualquer outro indivíduo... humano ou não.


Pode conter spoillers!!


A história é centrada em Sookie Stackhouse, uma garçonete telepata que vive em Bon Temps, cidade fictícia de Louisiana. Sookie, como telepata, constantemente é bombardeada pelos pensamentos das pessoas... pensamentos nem sempre amigáveis. Ela procura formas de não “escutá-los”, o que muitas vezes passa a impressão de que ela é uma loira-burra-sulista.


Quando Bill entra no Bar que ela trabalha, logo percebe que se trata de um vampiro. Ao atendê-lo fica pasma, pois não consegue ler seus pensamentos. Melhor ainda, quando estava perto de Bill, ele cala todas as vozes que a perturbam. Naturalmente, no transcorrer da historia eles se apaixonam e enfrentam vários problemas, pois nem todos gostaram dessa historia de vampiros se misturando com os humanos.


O que achei interessante na série é que trabalha muito a questão dos preconceitos, da necessidade de adaptação e de que nem tudo é o que parece. E que a maioria das pessoas ainda não evoluiu para tratar as diferenças com respeito, preferindo sempre o caminho da exclusão, da descriminação e da violência.


Se você assistir os episódios da série e for comprá-los com os livros perceberá que vários detalhes da trama original foram mantidos e as adaptações foram relativamente tranqüilas até agora (vai entrar na terceira temporada). O que me chamou muito a atenção é que na TV tem-se a impressão da história é extremamente mais sombria e sórdida do que nos livros.


Bom, li os livros, mas parei aproximadamente no 4°volume - se não me falha a memória (No Brasil foi publicado o 2° volume a pouco tempo. Os que li foram encontrados na internet). Sookie começou a cansar minha beleza com suas inseguranças e “vai-e-vem” e...bom, deixa prá lá, senão farei um spoiller muiiiito grande...rssss


Mesmo assim, até onde li, a história tem um ritmo bom, com suspense e adrenalina no ponto certo. Apenas a mocinha poderia ser mais decidida e...ahn...talvez menos... well...


Quem sabe não me animo e termino os demais quando não tiver mais nada para ler??


Série Sookie Stackhouse (True Blood) books - Charlaine Harris

1. Dead Until Dark (no Brasil, Morto até o Anoitecer, pela Editora Arx)

2. Living Dead in Dallas (no Brasil, Vampiros em Dallas, pela Editora Arx)

3. Club Dead

4. Dead to the World

5. Dead as a Doornail

6. Definitely Dead

7. All Together Dead

8. Dead And Gone

9. A Touch of Dead

10. Dead in the family


Sinopse publicada no site da Submarino, pois não localizei o site da Editora:


Morto até o Anoitecer

Esqueça tudo o que você já ouviu sobre vampiros. Os mortos-vivos ganharam o direito de existir legalmente. O vampiro Bill Compton está disposto a tudo para se estabelecer em sua cidade natal. O que ele não contava era com uma série de assassinatos inexplicáveis, a desconfiança dos moradores locais e o envolvimento com uma bela - e teimosa - garçonete telepata.


Vampiros em Dallas

Mocinhas indefesas perderam o papel principal. Vampiros vestidos com capa preta, que dormem em caixões e vivem na Transilvânia foram descartados. Esses seres noturnos teriam uma vida quase normal se não fossem os crimes contra vampiros que acontecem no mundo todo. A causa? A descoberta de que o sangue de vampiro é o elixir da juventude e, quando consumido a dois, provoca sensações interessantíssimas...
A saga de Charlaine Harris, combina humor e suspense, envolve personagens simpáticos, diálogos e referências inteligentes - geralmente ligados à cultura pop. Sookie Stackhouse, garçonete bonita e solitária, vive na pacata cida
de Bon Temps e vê sua vida mudar de cabeça pra baixo ao encontrar o amor em Bill, um vampiro além dos clichês. Ao se envolver nesse novo mundo, Sookie descobre que é telepata e, recebe sua primeira missão oficial: em Dallas, deve solucionar o misterioso desaparecimento de um dos vampiros mais influentes da comunidade local! De volta a Bon Temps, descobre que pessoas comuns escondem segredos muito mais bizarros do que ser um vampiro...


E vocês? Conhecem essas séries? O que acharam?


Abraços carinhosos,

Lady Apfel

Nenhum comentário: