Postagens

Mostrando postagens de 2012

Moda + Literatura = Clutch-livro!

Imagem
Do blog Hildegard Angel
Se você é fashionista e fã de literatura, com certeza vai amar! Ou se você nunca tocou em um livro (risos), mas ama moda, é possível que se apaixone também, pois não há como não se render a essas coisinhas fofas... Estamos falando da nova sensação no quesito acessórios-fashion: as bolsinhas-livro ou, simplesmente, clutches-livro. É provável que a tendência tenha começado com a designer francesa Olympia Le-Tane suas adoráveis criações feitas à mão. O mundo fashion passou a cultuá-las desde que a atriz Natalie Portman apareceu usando sua Lolita by Olympia Le-Tan naprémière do filme Cisne Negro, no final de 2010. Desde então, a tendência foi crescendo, e outras marcas passaram a fazer novas versões da charmosa clutch, comoChanel, Kate Spade, ASOS e, mais recentemente, a brasileira New Order. No passado, apenas os privilegiados tinha acesso aos livros. Hoje, ainda bem, a Literatura é para todos! Basta saber ler e, claro, ter vontade de ler. Mesmo que não se tenha …

Link: O País dos Intelectuais Mal Pagos

Fonte: Diário de Cuiabá

Um ponto de vista muito particular e fundamentado sobre literatura, seus aspectos, valores e implicações em outras áreas

Floriano Martins*
Especial para o Diário de Cuiabá

Luís Eustáquio Soares (1966) tem um curioso livro de ensaios. Chama-se América Latina, literatura e política. É duplamente curioso, seja pela presença do tema “América Latina” saltando da pluma de um intelectual brasileiro, seja pela conexão que estabelece entre literatura e política. Luís Eustáquio Soares é professor de Teoria da Literatura e Literaturas de Língua Portuguesa do Departamento de Línguas e Letras da Universidade Federal do Espírito Santo. É autor de Cor vadia (poesia, 2002), Silvo de Luís Caixeiro (romance, co-autoria com Wilmar Silva), José Lezama Lima: anacronia, lepra barroco e utopia (Teoria, 2008), e El evangelio según satanás (Editorial El Perro y la Rana, Venezuela, 2009). A conexão que fundamenta entre política e literatura é o tema de maior presença neste nosso diálogo, …

Eclipse - Stephenie Meyer [#3]

Imagem
Continuando minha saga de leitura, 51 Livros em 2012, vamos para a resenha de "Eclipse". [CONTÉM SPOILLERS] Terceiro volume da bem sucedida saga Twilight, "Eclipse" é um livro um travado. Inicialmente achei que o dilema "Bella-vira-ou-não-vira-vampira" fosse finalmente ter uma solução. Mas... me enganei com força. O livro fica no arrastar interminável das quedas de braço mentais de Bella consigo mesma, indecisa (!) entre Edward e Jacob. Ou melhor, Bella está decidida a aceitar como fato inconteste que sua existência na Terra depende do ar que Edward (não) respira. Porém, não consegue esquecer Jacob. E neste cabo de guerra, que se desdobra em bate bocas, rosnados, sibilos (e até latidos) entre Edward e Jacob, beijos roubados, mal entendidos e noites insones, vai-se mais da metade do livro.  Paralelo a isso, sabe-se que há um exército de recém-criados a solta. Eles estão atacando Seattle, espalhando o pânico e o terror. Sobre eles a autora faz tanto mistér…

Lua Nova - Stephenie Meyer [#2]

Imagem
"Lua Nova" foi o segundo livro do desafio "51 Livros em 2012". Terminei de ler há duas semanas, mas só agora pude fazer a resenha. Estava me mudando. O caos na Terra. Ai, ai. Havia ficado curiosa para saber o rumo que a autora daria ao casal Bella e Edward. Peguei o livro e fui em busca de respostas para as minhas perguntas. Edward toparia tornar Bella imortal? A autora arranjaria outra solução para a dupla? Qual seria a história por trás da família Cullen? Edward é endotérmico ou exotérmico? Por que não existe McDonald´s em Forks? Enfim...
Continuei achando Edward maçante. Sei que ele tem inúmeras fãs, e respeito todas elas, mas ele não conseguiu me conquistar. Acho que faltou carisma, sei lá. Jacob, por sua vez... ai, ai... [suspira] O que é aquilo, hein? [suspira de novo]
Sim, o Jacob me conquistou e, durante a leitura, houve trechos em que tive vontade de sacudir Bella e dizer a ela "Acorda, minha filha!". Como Jacob preenche praticamente todo este l…

Crepúsculo - Stephenie Meyer [#1]

Imagem
"Crepúsculo" abre a maratona "51 livros em 2012", proposta pelo Alquimia dos Romances. Escolhi especificamente esta série porque ela estava encalhada na minha estante fazia mais de um ano. Eu havia folheado o primeiro livro, lido algumas páginas mas, como a narrativa não havia me prendido, eu deixei de lado. Pois bem, a proposta da Elimar veio para me ajudar a tirar o mofo de Bella, Edward e cia. Muita gente já falou, leu, comentou e brigou por conta desta série. Neste primeiro livro eu me esforcei ao máximo para dissociar a imagem dos personagens dos atores que os interpretaram no cinema. Isso porque eu, particularmente, acho o casal um verdadeiro picolé de chuchu. Diet. Enfim, há quem goste. O livro é bem escrito. O uso da primeira pessoa sempre dá um toque mais angustiado, uma sensação quase que claustrofóbica a trama. Ficar preso a uma só visão, sem aquela onisciência do narrador em terceira pessoa, captura a atenção do leitor com muita eficiência. Stephenie M…

A literatura brasileira em busca de difusão mundial

Por Guilherme Freitas - Agência O Globo
RIO - Historicamente defasada, a difusão da literatura nacional no exterior ganhou um incentivo neste ano, com a reformulação do programa de estímulo à tradução da Fundação Biblioteca Nacional (FBN). Anunciado em julho, durante a nona edição da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), o novo programa prevê investimentos de R$ 12 milhões até 2020 na edição de obras brasileiras em outros países. Um dos objetivos imediatos do projeto é alavancar a participação do país em grandes eventos internacionais: nos próximos anos, o Brasil será convidado de honra das feiras de Bogotá, em 2012, Frankfurt, em 2013, e Bolonha (maior feira de livros infantis do mundo), em 2014.O primeiro edital do novo programa (com inscrições abertas no site www.bn.br) oferecerá R$ 2,7 milhões para a edição de obras nacionais no exterior até agosto de 2013, dois meses antes da presença do Brasil como país convidado no maior evento editorial do mundo, em Frankfurt.
Articul…