Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2010

Vencedores do concurso de resenhas

Oi pessoal!Finalmente retornei ao mundo internético, depois de um longo período sem net em casa.Para comemorar, apresento aqui a notícia postada ontem (30/08/2010 às 8:12) no site da Veja, divulgando os vencedores do concurso de resenhas.Segue a notícia na integra:-------------------------------Fim do suspense. A banca de especialistas do concurso cultural Resenhando no blog Meus Livros elegeu as quatro resenhas vencedoras da disputa. Elas receberão, de acordo com a colocação: uma caixa de filmes fornecida pela parceira Livraria Cultura (quarto lugar); livros lançados na Flip deste ano (oferecidos pela própria Flip, também parceira do concurso; para o terceiro posicionado); uma coleção completa de clássicos da Abril Coleções (segundo lugar) e um leitor digital Kindle (primeiro colocado).A banca de especialistas foi composta por Alcir Pécora, professor de teoria literária da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), pelo jornalista e escritor Jerônimo Teixeira, editor de VEJA, e por…

Clarice Vai ao Teatro

Imagem
Apaixonante. Intrigante. Bela. Assustadora. Fantástica. Um mistério até para si mesma, conforme se descrevia. Assim era Clarice Lispector, nascida Haia numa cidadezinha da Ucrânia chamada Chechelnik, enquanto a família fugia da Rússia e da fúria da Revolução.
Escritora desde que aprendeu a ler, Clarice publicou seu primeiro livro aos 19 anos, "Perto do Coração Selvagem" e desde então vem surpreendendo sucessivas gerações de leitores com sua escrita atemporal.
Eles queriam fruir o proibido. Queriam elogiar a vida e não queriam a dor que é necessária para se viver, para se sentir e para amar. Eles queriam sentir a imortalidade terrífica. Pois o proibido é sempre o melhor. Eles ao mesmo tempo não se incomodavam de talvez cair no enorme buraco da morte. E a vida só lhes era preciosa quando gritavam e gemiam. Sentir a força do ódio era o que eles melhor queriam. Eu me c…

Google diz que há cerca de 130 milhões de livros no mundo

Imagem
Você, leitor, é capaz de contar quantas estrelas há no céu? E os grãos de areia da Praia de Copacabana? E a quantidade de livros que há no mundo? O Google Books, divisão do site de buscas pela internet, arriscou um cálculo e uma resposta para a última pergunta. De acordo com o Google, há 129.864.880 unidades no mundo, distribuídos pelos cinco continentes.
O obejtivo do Google Books é promover a digitalização de todos os livros publicados no planeta, desde a "Bíblia" até o último lançamento de Paulo Coelho. Segundo postou no blog do site o engenheiro de software Leonid Taycher, o método usado para o cálculo foi a reunião de informações de fontes como bilbiotecas, livrarias e catálogos. Depois da filtragem de dados para evitar repetições, a equipe responsável pela soma organizou cada unidade pelas características: como nome do livro, autor, editora e ano de publicação. O resultado: 129.864.880.
Foram excluídos da conta publicações que não foram consideradas livros…

Leitura que vem do berço

Imagem
Especialistas defendem que pais leiam para filhos a partir dos 6 meses, porque melhora a porque melhora a cognição e o desempenho escolar

Publicada em 21/08/2010 às 23h14m - Simone Intrator - O Globo


RIO - Ler ou não ler para o bebê, eis uma questão que David Dickinson, doutor em educação pela Universidade de Harvard, e Perri Klass, pediatra, escritora e professora de pediatria e jornalismo da Universidade de Nova York, garantem saber responder. Sim, deve-se ler e muito, a partir dos 6 meses de vida, mas sem deixar os olhinhos do neném arregalados com a maluquice de Hamlet ou as desgraças de Rei Lear. A recomendação dos super-especialistas é incluir, em meio à troca de fraldas, a mamadeiras, passeios e choros, o folhear diário das páginas de um livro apropriado para aquela faixa etária, cheio de cores e figuras (hoje não faltam opções nas prateleiras). Para eles, esta é a melhor forma de desenvolver a inteligência da criança e a sua linguagem oral e escrita, preparando-a para a alfabeti…

Na era do e-book, indústria aposta no livro de papel

SÃO PAULO - Embora o mercado editorial ainda seja um nicho para grandes indústrias, a disputa pelo fornecimento de produtos específicos ao setor mostra uma mudança na balança de interesses das fabricantes em papel para impressão. Aos poucos, os livros para leitura "recreativa" ganham parte da atenção antes voltada aos didáticos, que garantem volumes maiores.
Para Tadeu Souza, diretor comercial da MD Papéis, o investimento nos papéis off-white se explica pelo fato de o espaço para o crescimento do mercado editorial ser bem maior. "O Brasil produziu 380 milhões de livros no ano passado, o que é menos de 2 livros por habitante. Há um espaço enorme de crescimento. Já os livros didáticos vão se expandir somente com a população, que hoje cresce menos", argumenta.
O executivo prevê vendas até 7% maiores para o segmento de papel para imprimir e escrever em 2010. Ele também descarta que os e-books venham a atrapalhar o desempenho das vendas para as editoras. &…

Estou lendo: "Mulher de Pedra"

Imagem
Quem conhece um pouco do meu profile sabe que eu arrasto um trem pelo escritor paquistanês Tariq Ali. Sua visão crítica e sua ironia fina me conquistaram desde a primeira linha. Por isso eu não sosseguei enquanto não comprei o livro que faltava para completar a série "Quinteto Islâmico", que até agora tem 4 livros publicados. (Como é, Tariq? Cadê o quinto???).
"Mulher de Pedra" retrata o ocaso do Império Otomano através dos olhos de Nilofer, filha de uma família de aristocratas turcos. A cada parágrafo o livro me envolve e emociona. Vou colocar um trecho especialmente cativante que li ontem; uma conversa de Sara com a Mulher de Pedra - a estátua que serve de confessionário à seguidas gerações de mulheres da família de Iskander Pasha.
"Ontem eu vi Suleman num sonho.Não sonhava com ele há quase vinte anos, Mulher de Pedra. Você se lembra quando vim aqui pela primeira vez? Eu ainda era jovem. Trazia no peito uma grande dor e uma filha que me sugava o leite. Nilofe…

Mudanças

Imagem
Olá pessoal!

Durante os próximos dias estaremos efetuando algumas mudanças no layout e nas seções do CataLivros. Por isso, não estranhem um link que não funciona ou se virem um gadget flutuando num lugar esquisito. Isso passa.

Em breve estremos de cara nova, prontas para postar muitas novidades para vocês.

BJS da Drica ;-)

#dricanaflip + #clubenaflip: quer saber o que rolou de bom?

Imagem
Pois é, estou de volta a boa e velha Jixx, morrendo de saudade de Paraty!
Quem nunca foi àquela cidade, deve ir. É linda, aconchegante e cheia de surpresas. Pena que não tive muito tempo para ficar por lá. Mas já está no roteiro das próximas férias.
A FLIP foi o máximo. Gente de todos os lugares, de todas as tribos, de todas as línguas. Um caldeirão de idéias, sons, cores, cheiros e histórias.
A casa do Clube de Autores estava linda. Aconchegante, decorada com simplicidade e bom gosto, fez com que eu me sentisse visitando velhos amigos. Aliás, fomos super bem recebidas. Eu, a Lívia Terra e a Kátia Calegaro, da revista Cultura Total. Nossa mesa sobre "Internet e Redes Sociais - Abrindo as Portas para a Literatura Independente" foi uma resenha daquelas! Em breve o Clube vai colocar o podcast (poutz, se ansiedade matasse...)  com nosso bate-papo, que rendeu prá lá uma hora.
De brinde, no sábado, véspera de nossa mesa, eu e a Lívia curtimos uma palestra com o Ferréz, escritor, ra…

Acompanhe #clubenaflip

Imagem
Olá pessoas!

Estou convidando vocês para participarem de nosso evento lá em Paraty. Leitora(e)s, blogueira(o)s e demais interessados em literatura e cultura de modo geral vão poder curtir um domingo diferente em nossa companhia na casa (linda!) montada pelo Clube de Autores para nos receber.

"Internet e Redes Sociais ‐ abrindo portas para a literatura independente".

Domingo, 08/08, a partir das 10:30h.
Curadora: Drica Bitarello
Convidada: Kátia Calegaro e projeto "Frente Literária"
Mediadoras: Drica Bitarello e Lívia Terra


A mesa vai ser aberta a intervenções do público. Quem quiser nos acompanhar, mandando perguntas via Twitter, é só adicionar @ClubedeAutores e @DricaBT. E para saber o que rolou nesses 3 primeiros dias de FLIP, é só dar uma espiada no blog do #clubenaflip

LOCAL: Sede Temporária do Clube de Autores - Rua da Lapa, 375 - Centro Histórico de Paraty

ENTRADA GRATUITA


Site oficial da FLIP: www.flip.org.br

1 I Pad ou 100 livros, eis a questão!

Imagem
Se você pudesse escolher, o que você iria querer? Pois é, que dúvida, né? Esta é a mais nova promoção do site Skoob, a rede social totalmente voltada para a literatura e os leitores.
Além do prêmio escolhido, que será sorteado entre os participantes, haverá também o sorteio de 100 livros entre todos aqueles que entrarem na promoção.
Como participar? Simplezinho. Basta clicar AQUI e se cadastrar no Skoob. O cadastro gera um cupom eletrônico assim que confirmado. E você pode ganhar mais cupons convidando seus amigos para a brincadeira.
Legal, né? E não custa nada participar!
E aí? Vai tentar a sorte?

BJS da Drica

PS: semana que vem eu volto a ativa aqui no blog, com TODAS as novidades da FLIP!

Estou na web, logo, existo

Imagem
As editoras começam a despertar para o fenômeno que mobiliza bilhões, tornou-se o lazer principal dos jovens paulistanos e facilita a busca do consumidor certoA Ediouro mergulhou nas mídias sociais. Um dos gigantes do mercado nacional, optou claramente pelo esse admirável mundo novo da web para angariar leitores. O superintendente Luiz Fernando Pedroso é taxativo nesse sentido: “Há mais de um ano, a Ediouro investe em duas mídias: pontos de venda e mídia social. Por que? Porque nelas você vai direto a quem interessa.”Sem nenhuma dúvida. No ponto de venda está o comprador típico. Nos diversos canais da mídia social, o editor pode escolher também múltiplas opções, na grande maioria convenientes para o negócio. Algumas boas razões são:a cada segundo e meio, isto é, entre um gole de café e outro, um blog é criado na web;360 milhões de internautas frequentam o MySpace, bem como 150 milhões comparecem ao FaceBook e mais 60 milhões ao Orkut;72% dos jovens entre 18 e 24 anos, da cidade de São…