Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2012

Lua Nova - Stephenie Meyer [#2]

Imagem
"Lua Nova" foi o segundo livro do desafio "51 Livros em 2012". Terminei de ler há duas semanas, mas só agora pude fazer a resenha. Estava me mudando. O caos na Terra. Ai, ai. Havia ficado curiosa para saber o rumo que a autora daria ao casal Bella e Edward. Peguei o livro e fui em busca de respostas para as minhas perguntas. Edward toparia tornar Bella imortal? A autora arranjaria outra solução para a dupla? Qual seria a história por trás da família Cullen? Edward é endotérmico ou exotérmico? Por que não existe McDonald´s em Forks? Enfim...
Continuei achando Edward maçante. Sei que ele tem inúmeras fãs, e respeito todas elas, mas ele não conseguiu me conquistar. Acho que faltou carisma, sei lá. Jacob, por sua vez... ai, ai... [suspira] O que é aquilo, hein? [suspira de novo]
Sim, o Jacob me conquistou e, durante a leitura, houve trechos em que tive vontade de sacudir Bella e dizer a ela "Acorda, minha filha!". Como Jacob preenche praticamente todo este l…

Crepúsculo - Stephenie Meyer [#1]

Imagem
"Crepúsculo" abre a maratona "51 livros em 2012", proposta pelo Alquimia dos Romances. Escolhi especificamente esta série porque ela estava encalhada na minha estante fazia mais de um ano. Eu havia folheado o primeiro livro, lido algumas páginas mas, como a narrativa não havia me prendido, eu deixei de lado. Pois bem, a proposta da Elimar veio para me ajudar a tirar o mofo de Bella, Edward e cia. Muita gente já falou, leu, comentou e brigou por conta desta série. Neste primeiro livro eu me esforcei ao máximo para dissociar a imagem dos personagens dos atores que os interpretaram no cinema. Isso porque eu, particularmente, acho o casal um verdadeiro picolé de chuchu. Diet. Enfim, há quem goste. O livro é bem escrito. O uso da primeira pessoa sempre dá um toque mais angustiado, uma sensação quase que claustrofóbica a trama. Ficar preso a uma só visão, sem aquela onisciência do narrador em terceira pessoa, captura a atenção do leitor com muita eficiência. Stephenie M…

A literatura brasileira em busca de difusão mundial

Por Guilherme Freitas - Agência O Globo
RIO - Historicamente defasada, a difusão da literatura nacional no exterior ganhou um incentivo neste ano, com a reformulação do programa de estímulo à tradução da Fundação Biblioteca Nacional (FBN). Anunciado em julho, durante a nona edição da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), o novo programa prevê investimentos de R$ 12 milhões até 2020 na edição de obras brasileiras em outros países. Um dos objetivos imediatos do projeto é alavancar a participação do país em grandes eventos internacionais: nos próximos anos, o Brasil será convidado de honra das feiras de Bogotá, em 2012, Frankfurt, em 2013, e Bolonha (maior feira de livros infantis do mundo), em 2014.O primeiro edital do novo programa (com inscrições abertas no site www.bn.br) oferecerá R$ 2,7 milhões para a edição de obras nacionais no exterior até agosto de 2013, dois meses antes da presença do Brasil como país convidado no maior evento editorial do mundo, em Frankfurt.
Articul…